Astrologia e a observação da realidade que nos cerca.

Astrologia é o estudo de correlações.

Qualquer pessoa que tenha feito a leitura de mapa comigo sabe que eu tenho uma visão muito objetiva em relação à Astrologia.  Acredito que ela seja simplesmente uma ferramenta que pode ser utilizada para diversos fins. Assim como um carro. Uma mãe usa o utilitário para levar seus filhos à escola, enquanto um piloto de Fórmula 1 irá utilizar uma versão diferente para outro fim: vencer uma corrida. Por isso existem diferentes técnicas na Astrologia, porém elas sempre partem de uma lógica. O problema é quando essa lógica é distorcida… mas aí é outro papo.

Eu gosto de contar uma história para elucidar isso:

Imagina um índio que nunca tenha tido contato com a civilização, ou seja, ele só conhece sua própria cultura e seus rituais.

Agora coloca esse mesmo índio com um relógio de pulso sentado na Avenida Paulista por uma semana, entre 11:45 e 13:30 para observar as pessoas e suas movimentações. Cabe lembrar que ele nem sabe para que serve um relógio, afinal seu norteamento pessoal se baseia em movimentos naturais como sol, lua, estrelas, vento, animais etc.

Após  alguns dias de observação ele descobrirá algo mágico! Que quando os ponteiros do relógio se juntam às 12hs inicia-se um movimento muito estranho e bizarro para a cabeça do índio: praticamente todas as pessoas saem em busca de comida.

A dedução lógica do índio que não compreende o funcionamento da sociedade e muito menos o que é horário de almoço (afinal, se ele sente fome ele simplesmente vai caçar sua comida) é de que esses ponteiros “influenciam” o comportamento das pessoas. Afinal isso acontece todo dia! Então obviamente só pode ser isso. Assim, ele volta para sua tribo contando essa experiência fantástica para seus conterrâneos.

 

E onde eu quero chegar com isso? Quero instigar. Afinal: nós somos os índios! Qualquer pessoa que estude Astrologia sabe que existe uma correlação entre o posicionamento do céu e os acontecimentos na Terra. Isso não há dúvida. São milênios de estudos de observação empirica. Entretanto ainda não podemos afirmar o que causa essa correlação. Existem muitas especulações, mas nada de concreto ainda.

O fato do índio não entender a causa do acontecimento que ele observa não quer dizer que o que ele vê não faz sentido.

É assim que eu vejo a Astrologia: uma ferramenta puramente técnica, entretanto ainda não compreendemos o seu total mecanismo.

Por isso eu assumo que sou índio e tudo bem. Não sabemos tudo sobre o funcionamento do universo. Ignorância é achar que sim.

Nemi

Fotos do Walter Garbe de 1909 – Indios Botocutos ou Aimores (trabalho maravilhoso!)

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *